fbpx

Nossa Senhora Imaculada Conceição

  • Festa litúrgica: 8 de dezembro
  • Padroeiro (a): De Portugal, de todos os povos falantes de língua portuguesa, da Espanha, dos Estados Unidos da América e de Guarapari.
A proclamação do dogma de Nossa Senhora da Imaculada Conceição aconteceu em 1854, pelo papa Pio IX, mas ele já estava presente na fé cristã desde seus primórdios. Segundo ele, Maria, cuja missão era ser mãe de Jesus, foi preservada do pecado original e do pecado pessoal desde o início de sua existência. Maria, como mãe de Jesus, é o arquétipo da maternidade e, por consequência, a mãe da humanidade. Nas imagens, a lua sob seus pés significa que a luz de Maria vem de Jesus e leva a ele. Como Nossa Senhora foi concebida sem pecado, ela brilha, como a lua, refletindo a luz de seu filho, que é o sol que ilumina a escuridão, que é a humanidade e seus pecados. A serpente esmagada sob seus pés se refere à vitória sobre o demônio; as nuvens e os anjos demonstram que ela está no céu, onde é rainha, daí o manto e a coroa, que é adornada com uma cruz para demonstrar que tudo advém de seu filho; e suas mãos cruzadas sobre o coração nos dizem que toda oração também deve envolver emoção, ou seja, o coração.
Ó Deus, que preparastes uma digna habitação para o vosso Filho pela Imaculada Conceição da Virgem Maria, preservando-a de todo o pecado em previsão dos méritos de Cristo, concedei-nos chegar até vós, purificados também de toda a culpa, por sua materna intercessão. Por nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.

Compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp